Luis Borges Gouveia


 

 

O local e-government: a governação digital na autarquia
Livro V - Colecção Inovação e Governância nas autarquias

Dezembro de 2004
SPI - Principia
128 páginas, dimensões (cm): 1 x 24 x 17

ISBN: 972 8589 41 7

Resumo da obra
Tabela de conteúdos
Comentário ao  livro
Associado ao livro existe ainda uma colecção de 50 transparências e uma versão para suporte e-learning com 200 slides.


CV - Luís Borges Gouveia
Edições SPI - Principia

Dezembro de 2004
Última actualização: 5 / 4 / 2005

 


 

RESUMO DA OBRA

 

Luís Borges Gouveia

 

O local e-government: a governação digital na autarquia
Livro V - Colecção Inovação e Governância nas autarquias

Dezembro de 2004
SPI - Principia
128 páginas, dimensões (cm): 1 x 24 x 17

ISBN: 972 8589 41 7

 

 

Com o advento das Tecnologias de Informação e Comunicação e com a sua crescente utilização nas mais diversas actividades humanas, as autarquias e o poder local não poderiam deixar de seguir as tendências gerais de um progressivo e irredutível caminho para o uso intensivo do computador, das comunicações e do recurso ao digital.

A crescente omnipresença das tecnologias, do digital e da informação caracteriza igualmente a Sociedade da Informação.

É precisamente no âmbito da Sociedade da Informação e do crescente recurso ao digital que o local e-government se enquadra.


palavras chave:

[ administração pública ]
[ autarquia digital ]
[ e-government ]
[ local e-government ]

 

[ início da página ]

 

 


 

COMENTÁRIO AO LIVRO
por Prof. Doutor Luis Amaral,
Professor Associado, DSI, Universidade do Minho

 

"No local e-government, como em qualquer outro espaço de adopção das Tecnologias da Informação, a questão fundamental com que a sociedade e as organizações são confrontadas é a da utilidade retirada dessas TI. Esta deve ser o termo de referência último de todos os esforços e intenções.
A identificação exaustiva dos tópicos relevantes do local e-government e a sua discussão rigorosa, fazem-se neste livro sob a presença constante de uma racionalidade pragmática, sempre centrada na utilidade para os cidadãos, munícipes e organizações protagonistas da construção desta nova forma de sociedade.
Sinto que as autarquias, a governação local, vive actualmente um momento confuso, de desassossego e hesitação sobre o papel que as TI podem ter no cumprimento da sua missão.
Estou certo que este livro, com o seu rigor e foco na utilidade, nos vai ajudar a todos a melhor perceber e actuar na construção do local e-governement."



Luís Amaral
Departamento de Sistemas de Informação
Universidade do Minho


 

[ início da página ]

 

 


TABELA DE CONTEÚDOS
O LOCAL E-GOVERNMENT: A GOVERNAÇÃO DIGITAL NA AUTARQUIA


1. Conceitos de local e-government

1. 1. Informação: a matéria-prima

1.1.1 Informação como pretexto e razão de ser

1.2 O digital: benefícios e desafios

1.2.1 As Tecnologias de Informação e Comunicação

1.3 Os conceitos essenciais

1.3.1 A Sociedade de Informação
            1.3.1.1 Iniciativas para a Sociedade de Informação
            1.3.1.2 A construção da Sociedade de Informação
1.3.2 O e-Government
1.3.3 O local e-government
1.3.4 O que existe para além da World Wide Web
            1.3.4.1 O que pode estar associado ao local e-government
           
1.3.4.2 As pessoas e o território

2. O enquadramento do local e-government

2.1 A génese do local e-government

2.1.1 Funções associadas ao local e-government
2.1.2 Da autarquia digital à região digital

2.2 Relações do local e-government

2.2.1 A Administração Pública central e o local e-government
2.2.2 O território e a comunidade

2.3 Tempo e espaço no local e-government

2.4 O local e-government na sua máxima dimensão

3. Desafios do local e-government

3.1 Principais desafios

3.1.1 As questões do território
3.1.2 A e-democracia
3.1.3 A e-justiça
3.1.4 igualdade e inclusão

3.2 Principais oportunidades

3.2.1 Federação do acesso à informação
3.2.2 Integração de sistemas de suporte ao território
3.2.3 Gestão do conhecimento
3.2.4 Interacção e serviços ao cidadão
3.2.5 A perspectiva do munícipe enquanto cliente
3.2.6 Obstáculos à adopção do local e-government

3.3 Sumário

4. A prática no local e-government

4.1 A complexidade do local e-government

4.1.1 Conceitos para a implementação do local e-government

4.2 Da experimentação à estratégia

4.2.1 Os factores críticos de sucesso

4.3. Manter e desenvolver o local e-government

4.4 Outros factores para o local e-government

4.4.1 O ciclo de financiamento
4.4.2 A mudança nas organizações
4.4.2 O recurso ao multicanal
4.4.3 Educação e promoção

4.5 Sumário

5. Medição, impacto e futuro do local e-government

5.1 Medir e avaliar o local e-government

            5.1.1 Medir e avaliar o potencial

5.2 Impacto e futuro do local e-government

5.2.1 Pessoas e comunidades
5.2.2 Na busca de novas centralidades
5.2.3 Fazendo o futuro: Territórios inteligentes

REFERÊNCIAS

 

[ início da página ]


CV
Luís Borges Gouveia
lmbg@ufp.pt, http://www.ufp.pt/~lmbg 


Luis Borges Gouveia é licenciado em Informática pela Universidade Portucalense, mestre em Engenharia Electrotécnica e de Computadores pela FEUP e doutorado em Ciências da Computação pela Universidade de Lancaster (Reino Unido). Iniciou a sua actividade profissional como Gestor de Projectos, desenvolvendo Sistemas de Informação. Proclamado JEEP (Espaço Atlântico/BPA) em 1994, lecciona, desde 1992, a cadeira de Sistemas de Informação em universidades públicas e privadas, sendo actualmente Professor Auxiliar na Universidade Fernando Pessoa. É responsável pela área de Inovação e Aplicações no projecto de Cidade e Região Digital para ao concelho de Gaia e autor de 4 livros incluindo Cidades e Regiões Digitais (2003) e Readings in Information Society (2004).


[ início da página ]